Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011
Imagem
Escola sem homofobia: construindo para a diversidade Vídeo educativo centrado nas oficinas realizadas com professores da Rede Pública de Ensino de Nova Iguaçu e Duque de Caxias sobre a temática da homossexualidade nas escolas. Mostra como a vivência na escola pode ser um caminho para o exercício da cidadania plena e um ambiente de respeito à diversidade sexual. Essas oficinas fizeram parte do projeto Escola sem Homofobia: trabalhando a diversidade sexual com professores da Rede Pública de Ensino de Nova Iguaçu e Duque de Caxias que a Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA), em parceria com a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade Ministério da Educação (Secad/MEC), a Secretaria estadual de Educação do Rio de Janeiro e as Secretarias Municipais de Educação de Duque de Caxias e Nova Iguaçu, realizou com os professores de 5ª a 8ª séries do ensino fundamental.
Produção ABIA (2006) - Sistema DVD Direção: Vagner de Almeida e Luciana Kamel. © 2011 YouTub…

AUDIOTECA SAL E LUZ

Imagem
Divulguem esse trabalho

AUDIOTECA SAL E LUZ São áudios de 2.700 livros que podem ser enviados a pessoas com deficiência visual

Divulgue, por favor!
Eles não precisam de dinheiro, mas de DIVULGAÇÃO!
Procure o site
http://www.audioteca.org.br/catalogo.htm
e veja os nomes dos livros falados disponiveis.
Caros amigos,
Venho por meio deste divulgar o trabalho maravilhoso que é realizado na Audioteca Sal e Luz e corre o risco de acabar.
AAudioteca Sal e Luz é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos,que produz e empresta livros falados (audiolivros).
Mas o que seriaisto?
São livros que alcançam cegos e deficientes visuais, (inclusive os com dificuldade de visão pela idade avançada) de forma totalmente gratuita.
Seu acervo conta com mais de 2.700 títulos que vão desde literatura em geral, passando por textos religiosos até textos e provas corrigidas voltadas para concursos públicos em geral. São emprestados sob a forma de fita K7, CD ou MP3.
E agora, você está se perguntando: O que eu tenho a ver…

Pacote de Contenção do Pensamento

Imagem
Cortes nas artes e nas ciências humanas enfrequecem democracia, diz filósofa Martha Nussbaum Por Miguel Conde Na partilha das tesouradas que se sucedem à crise financeira de 2008, o campo que nos Estados Unidos e parte da Europa recebe a denominação ampla de "humanidades" tem recebido cortes mais vigorosos do que as chamadas ciências exatas. Consideradas fundamentais para a recuperação econômica, as pesquisas em ciência e tecnologia foram declaradas intocáveis pelo governo inglês, por exemplo - em especial nos projetos com aplicação direta no desenvolvimento industrial. O presidente americano Barack Obama confirmou essa repartição desigual no arrocho ao apresentar na última quarta-feira (13/04) um orçamento que prevê uma redução de 13% nas verbas dos orgãos federais de apoio às artes e as ciências humanas nos Estados Unidos, doze pontos percentuais a mais do que a mordida de 1% imposta na Fundação Nacional da Ciência. Numa carta publicada no mês passado no tradicional jornal br…
ALIENAÇÃO PARENTAL- PERIGO EMINENTE   ESCRITO POR EUCLYDES DE SOUZA*
LOCALIZADO EM GERAL SAP A alienação parental é a rejeição do genitor que "ficou de fora" pelos seus próprios filhos, fenômeno este provocado normalmente pelo guardião que detêm a exclusividade da guarda sobre eles ( a conhecida guarda física monoparental ou exclusiva).

Esta guarda única permite ao genitor que detêm a guarda com excluvidade, a capacidade de monopolizar o controle sobre a pessoa do filho, como um ditador, de forma que ao exercer este poder extravagante, desequilibra o relacionamento entre os pais em relação ao filho. A situação se caracteriza quando, a qualquer preço, o genitor guardião que quer se vingar do ex cônjuge, através da condição de superioridade que detêm, tentado fazer com que o outro progenitor ou se dobre as suas vontades, ou então se afaste dos filhos.

Levando em consideração que as Varas de família agraciam as mulheres, com a guarda dos filhos, em aproximadamente 91% dos cas…
O DIÁLOGO ENTRE PSICOLOGIA E DIREITO DE FAMÍLIA É POSSÍVEL ESCRITO POR PSICOLOGIA BRASIL
LOCALIZADO EM ANÁLISES MEDIAÇÃO Entrevista com o Professor Sidney Shine - O diálogo entre Psicologia e direito de família é possível?


O professor Sidney Shine revela o papel do psicólogo judiciário na disputa pela guarda dos filhos e pela programação de visita quando o casal se separa. E mais: fala da diferença entre guarda alternada e guarda compartilhada, da modalidade de visita mais adequada psicologicamente às crianças. Expõe as duas faces do rei Salomão em sua bíblica decisão quanto à posse do filho reivindicada por duas mulheres: a do psicólogo e a do juiz. 

Não são muitos os que conhecem a atividade dos psicólogos que atuam nas Varas de Família do judiciário. A impressão das pessoas em geral é que a decisão da guarda, visita dos filhos e pensão alimentícia em casos de separação do casal compete exclusivamente ao juiz da causa, quem, por sua vez, se fundamenta em aspectos legais e morais. Há c…

Jurisconsulto: Guarda Compartilhada e pensao alimenticia

Guarda compartilhada: oficialização do "já existente".

Stela Franca
Muitas mães e pais vem entrando em contato pelo formulário para pedir explicações sobre a nova lei da guarda compartilhada. As mães temerosas de que a pensão alimentícia seja extinta e os pais, querendo saber se já podem parar de pagá-la.
O interessante é que noto que o interesse da criança é sempre o último a ser considerado. Toda a preocupação gira em torno do "prejuízo" financeiro que teoricamente um filho gera, tanto para pai quanto para mãe. A separação é um baque muito duro para o casal, mas principalmente para a criança, que passar a ser a fonte de todas as rusgas, brigas e disputas dai por diante.
guarda compartilhada já vinha sendo aplicada pelos Tribunais, a despeito de não estar prevista no Código Civil, que havia mantido a guarda unilateral do antigo Código de 1916. Essa guarda era geralmente exercida pela mãe. Nos casos em que esta era considerada incapaz a guarda era deferida ao pai,…