UM PAPO SOBRE ECONOMIA

Photo by Olu Eletu on Unsplash
Será que para ter afeto, se sentir respeitado, você precisa abrir mão de si mesmo? Será que na economia dos sentimentos acaba sempre sendo um preço muito caro a ser pago?

Regina Bomfim



2013!!!





A nossa relação com as coisas que nos causam dor costumam ser intensas;  deixam marcas no corpo, na alma e a sensação de que serão perpétuas. A alegria nos dá a certeza de um permanente sol, um eterno sorriso escancarado que relaxa a alma...

É um desafio constante saber experimentar tudo que a vida nos oferece e ir descobrindo que podemos sair de cada vivência com um novo fôlego e mais habilidosos pelas novas soluções que fomos capazes de produzir.

Por isso, faço votos que 2013 seja mais um ano de exercício para que todos nós possamos tirar partido das experiências vividas, ficando cada vez mais leve e divertido este permanente e inevitável caminho entre a alegria e a dor, porque no fundo, viver tem um quê de absurdo!! Tudo muda todo tempo. E é além de um calendário físico, das sete ondas que se pule, das uvas, da cor da roupa e afins. É a vida!! Que a gente não se leve tanto à sério!!!


Regina Bomfim - PSICOLOGIA  EM  FOCO

Comentários