O MUNDO PRECISA DE MENSAGENS POSITIVAS: UM TOQUE DE ARTE

Não se incomode O que a gente pode, pode O que a gente não pode explodirá A força é bruta E a fonte da força é neutra E de repente a gente poderá
Realce, realce Quanto mais purpurina melhor Realce, realce Com a cor-do-veludo, com amor Com tudo de real teor de beleza Realce, realce, realce, realce Realce, realce, realce, realce
Não se impaciente O que a gente sente, sente Ainda que não se tente afetará O afeto é fogo E o modo do fogo é quente E de repente a gente queimará
Realce, realce Quanto mais parafina melhor Realce, realce Com a cor-do-veludo, com amor Com tudo de real teor de beleza Realce, realce, realce, realce Realce, realce, realce, realce
Não desespere Quando a vida fere, fere E nenhum mágico interferirá Se a vida fere Com a sensação do brilho De repente a gente brilhará
Realce, realce Quanto mais serpentina melhor Realce, realce Com a cor-do-veludo, com amor Com tudo de real teor de beleza Realce, realce, realce, realce

Não sei bem qual é o público que lê o blog. Ainda não fiz este estudo. Pode ser que vocês l…

MUITO ALÉM DO PESO







 A comida como sintoma...

"Os regimes não funcionam porque a comida e o peso são sintomas, não são os problemas. Concentrar-se no peso é um modo conveniente e culturalmente reforçado de desviar a atenção das razões pelas quais tantas pessoas usam o alimento quando não estão com fome. Essas razões são mais complexas do que - e não serão resolvidas com - a força de vontade, a contagem de calorias e os exercícios. Elas tem a ver com negligência, falta de confiança, falta de amor, abuso sexual, abuso físico, raiva não expressa, amargura, ser objeto de discriminação, proteção contra novas mágoas. As pessoas se maltratam porque foram maltratadas.[...] Porque nossos padrões de alimentação foram formados pelos primeiros padrões de amor, é necessário compreender e trabalhar tanto com a comida quanto com o amor para nos sentirmos satisfeitos em nossa relação com ambos." (Geneen Roth, Carência afetiva e alimentação)

Comentários