O MUNDO PRECISA DE MENSAGENS POSITIVAS: UM TOQUE DE ARTE

Não se incomode O que a gente pode, pode O que a gente não pode explodirá A força é bruta E a fonte da força é neutra E de repente a gente poderá
Realce, realce Quanto mais purpurina melhor Realce, realce Com a cor-do-veludo, com amor Com tudo de real teor de beleza Realce, realce, realce, realce Realce, realce, realce, realce
Não se impaciente O que a gente sente, sente Ainda que não se tente afetará O afeto é fogo E o modo do fogo é quente E de repente a gente queimará
Realce, realce Quanto mais parafina melhor Realce, realce Com a cor-do-veludo, com amor Com tudo de real teor de beleza Realce, realce, realce, realce Realce, realce, realce, realce
Não desespere Quando a vida fere, fere E nenhum mágico interferirá Se a vida fere Com a sensação do brilho De repente a gente brilhará
Realce, realce Quanto mais serpentina melhor Realce, realce Com a cor-do-veludo, com amor Com tudo de real teor de beleza Realce, realce, realce, realce

Não sei bem qual é o público que lê o blog. Ainda não fiz este estudo. Pode ser que vocês l…

VIGIAR E PUNIR: EM TEMPOS DE PROCURA DO "SALVADOR" E DO "CULPADO"

Resultado de imagem para RESPONSABILIDADE





"(...) A individualização da responsabilidade esquece todo o sistema produtor de crimes e violências".
​Érika Reis​



Fugir da responsabilidade e culpar o outro - como disse Sartre, o inferno são os outros - Assim mantemos distância do inferno que ainda está em nós. Quem nunca? Cada um em algum momento, teve as suas razões para preferir tomar estes atalhos acreditando que agindo deste forma, a dor seria menor. Foi até uma solução que se mostrou eficaz por algum tempo. Quem nunca?

Me parece que tomar atalhos de soluções provisórias escolhendo culpados ou salvadores têm sido uma das fortes características dos nossos tempos. Parece que nossos desarranjos interiores estão disseminados no mundo.

Quanta confusão se vê, mas faz parte. São os "abalos sísmicos" da Vida, estruturas profundas dos valores antigos e modernos do mundo que estão sendo remexidas e procurando sua acomodação. Contudo, cabe a nós pensarmos (o mundo nos convoca a ações sempre tão rápidas) que tipo de mundo queremos para nós e qual a nossa real disposição para mudá-lo e por onde devemos iniciar esta mudança, sabendo que quase nunca essas mudanças acontecem rapidamente. Em algum momento este trabalho será inevitável.


Regina Bomfim
Psicóloga Clínica
Contato: 21 98186-1952/ 99489-2311



Comentários