EM BUSCA DA VALORIZAÇÃO: COMO VOCÊ SE RELACIONA COM OS SEUS COLABORADORES?


Resultado de imagem para valorização profissional


Para brasileiros, reconhecimento é mais importante que salário
Fonte : Boa Chance


O reconhecimento profissional é o calcanhar de Aquiles das empresas no Brasil. É o que revela a pesquisa do site Love Mondays, que constatou: os brasileiros estão mais preocupados com a forma em que são reconhecidos pelos líderes do que com o salário. O estudo analisou 3.365 respostas escritas por usuários à pergunta "Que conselhos você daria à presidência da sua empresa?". Coletadas entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015, as opiniões foram compartilhadas de forma anônima no portal.


O resultado do levantamento surpreendeu até mesmo os responsáveis do site, que esperavam melhoria de salário como desejo principal dos profissionais. A CEO Luciana Caletti explica que os funcionários têm a sensação de que estão no comando de projetos importantes, mas sentem que não estão sendo valorizados pelos gestores.
- A falta de reconhecimento está nas pequenas atitudes, como um elogio, um sorriso ou um agradecimento pelo trabalho bem feito. Isso acaba gerando uma insatisfação enorme com os líderes.

O reconhecimento que os profissionais demandam vai além de uma bonificação ou aumento de salário. Na avaliação da coach e diretora da Pro-fit Coaching & Treinamento, Eliana Dutra, a valorização dos funcionários pelos gestores pode causar um efeito benéfico para a produtividade e a satisfação na empresa.

Resultado de imagem para valorização profissionalPara ela, não bastam somente um aperto de mão ou um elogio ao trabalho, é necessário considerar o talento de cada um. Distribuir tarefas de acordo com as competências e habilidades do colaborador já é uma forma de reconhecimento. O funcionário passa a ter a noção de que o chefe identifica suas qualidades e as valoriza.
- Já está mais do que comprovado que salário e benefícios por si só não seguram um profissional na empresa. O que os mantém em seus cargos é o reconhecimento dos líderes em relação ao trabalho.

O fato de o reconhecimento ter ficado em primeiro lugar nas pesquisas reflete um desejo intrínseco da chamada geração Y, segundo a opinião de Hugo Arouca, vice-presidente regional da Asap Recruiters. Os jovens de hoje são mais ansiosos por crescimento, querem ser reconhecidos e valorizam o aprendizado.
- As empresas em geral não estão conseguindo responder a estas demandam na mesma velocidade.

Segundo ele, uma das formas de melhorar todos todos os aspectos citados no levantamento é investir na capacitação dos gestores. a necessidade de uma sensibilidade maior dos líderes em relação aos colaboradores é latente nas empresas. Arouca acredita que a forma com as companhias estão sendo geridas pode explicar a lista de desejos dos funcionários divulgadas pelo estudo.
- Há um movimento nas empresas para que algumas deficiências sejam revistas. Nos próximos cinco anos, imagino que os resultados de uma pesquisa similar sejam diferentes.



Comentários