UM PAPO SOBRE ECONOMIA

Photo by Olu Eletu on Unsplash
Será que para ter afeto, se sentir respeitado, você precisa abrir mão de si mesmo? Será que na economia dos sentimentos acaba sempre sendo um preço muito caro a ser pago?

Regina Bomfim



QUANDO O TRABALHO VAI AONDE VOCÊ ESTÁ

Resultado de imagem para freelancer


Cresce o número de sites que conectam freelancers de diferentes áreas em busca de serviços

Fonte: Boa Chance


Ser freelancer está em alta: seja para fazer serviços extras, para garantir uma renda enquanto se está desempregado ou como primeiro passo para o próprio negócio. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) referente ao quarto trimestre de 2014, quase um quarto dos brasileiros trabalham por conta própria (23,4%). São fotógrafos, jornalistas, advogados, ilustradores, web designers, cozinheiras e costureiras, entre outros. A reboque desse movimento, cresce o número de sites que ajudam esses profissionais a encontrarem oportunidades e ideias para aprimorar serviços e gerenciar o negócio.


O WeLancer, por exemplo, foi lançado ano passado e já reúne cerca de 55 mil profissionais das mais diversas áreas criativas (designer, programação, redação, vídeo, locução etc.) e mais de 200 mil usuários. Na plataforma, um algoritmo interpreta o tipo de trabalho, verifica a disponibilidade dos profissionais mais recomendados e apresenta as opções para os clientes.


Resultado de imagem para freelancerO mercado observou um crescimento de  45% da demanda no primeiro trimestre deste ano, comparando ao último trimestre de 2014. Além disso, pode-se notar também um aumento grande no número de freelancers, pois está mais difícil arrumar emprego ou mesmo se manter empregado, afirma o CEO do WeLancer, Gustavo Mota.
- O mercado de freelancer está quentíssimo! Na recessão, cabe às empresas, principalmente as pequenas, buscarem alternativas para cortar custos e encontrarem formas mais baratas para executar suas demandas.

A Prolancer, que tem mais de 90 mil freelancers cadastrados e mais de 10 mil empresas clientes, espera um aumento de quase 50% em valores fechados pela plataforma, basta fazer o login em alguma rede social e completar o perfil com suas habilidades e áreas de interesse e experiência.
- Junto aos parceiros internacionais, temos mais de 250 mil freelancers cadastrados e  30 mil empresas. No Brasil, o volume de projetos vem crescendo fortemente mês a mês
- Informa Sérgio Mendez, CEO da Prolancer.

Os altos custos de contratação das empresas no Brasil e a retração econômica do país, que reduz a oferta de empregos, fazem o cenário perfeito para freelancers e contratações de autônomos, afirma ele.

O ilustrador paulistano Miller Guglielmo, de 33 anos, é um dos profissionais cadastrados em sites de trabalho freelancer. ele começou a "frilar" quando ainda trabalhava no setor audiovisual e, desde o ano passado, começou a pegar trabalhos na área que ama : o desenho.
- Comecei a ilustrar em 2012, mas agora ando ocupadíssimo. Hoje trabalho mais com ilustração infantil e já estou no meu 10° livro. Mas já fiz trabalhos de publicidade, informativos políticos, banners para páginas do YouTube e outros para jornais da região.



Comentários