SABER NEGOCIAR






Eduardo Ferraz


Rotineiros e desagradáveis, os conflitos acontecem quando há diferentes interpretações sobre um mesmo problema. Pequenas ou grandes, as discussões geradas em torno de certos temas podem gerar diversos problemas para a empresa, além de inviabilizar negociações.



"É aconselhável pensar em alternativas para amenizar os problemas, antes mesmo de uma negociação começar", recomenda Eduardo Ferraz​,  consultor em Gestão de Pessoas há mais de 25 anos e autor do recém-lançado livro "Negocie qualquer coisa com qualquer pessoa" (Editora Gente).

Segundo ele, o aumento dos conflitos está associado à perda de autoridade dos chefes e líderes. "Atualmente, a maioria dos chefes, pais, professores e líderes têm menos poder. Esse fato aumentou muito a intensidade dos conflitos, pois as pessoas – mesmo crianças – querem ser convencidas e não obrigadas a fazer algo. Entretanto, convencer dá muito mais trabalho do que impor."

A seguir, o consultor enumera quatro dicas para minimizar conflitos dentro da empresa:

Resultado de imagem para saber negociar


1. Seja empático

Empatia é a habilidade de se colocar no lugar da outra pessoa. Ela nos ajuda a compreender as razões, por mais estranhas que pareçam, que levam alguém a tomar decisões que jamais tomaríamos.

2. Ouça o outro lado

Para ser justo, é fundamental entender os pontos de vista das outras  pessoas envolvidas no problema antes de tomar qualquer decisão. Quem está pressionado costuma agir sem pensar.

3. Tenha uma postura racional

Não se contamine emocionalmente quando lado der respostas ríspidas. Mantenha a negociação no plano racional. As pessoas tendem a respeitar quem mantém o autocontrole.

4. Seja coerente

Procure apresentar seus argumentos de maneira serena e de preferência embasados em dados mensuráveis, de forma que suas informações possam justificar seu ponto de vista.
Se seguir estes quatro passos, suas chances de evitar conflitos e obter acordos justos aumentarão muito.


    Comentários