Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2015

NINGUÉM, NINGUÉM: UM TOQUE DE ARTE

Imagem
Ninguém é tão forte Que nunca tenha chorado… Ninguém é tão fraco Que nunca tenha vencido… Ninguém é tão inútil Que nunca tenha contribuído… NInguém é tão sábio Que nunca tenha errado… Ninguém é tão corajoso Que nunca tenha sentido medo… Ninguém é tão medroso Que nunca tenha tido coragem…

(Anônimo)



CULPA, AUTOPUNIÇÃO, QUEM NUNCA SE LASTIMOU?: TODO MUNDO ERRA.

Imagem
"(...) Não te crucifiques na consciência de culpa, depois de reconheceres o teu erro. Não te encarceres em sombras, depois de identificares os teus delitos Não te amargures em demasia, descobrindo-te equivocado."
Joanna de Angelis

É MUITO FÁCIL OPINAR DA VIDA DOS OUTROS: IRRESISTÍVEL ILUSÃO

Imagem
"As opiniões constituem o principal impedimento do exercício do pensamento vivo porque produzem supostas certezas sobre tudo aquilo que imaginamos ser e sobre tudo aquilo que imaginamos experimentar. Muitas vezes aquilo que julgamos ser uma experiência não passa de representações de experiências anteriores ou de idealizações daquilo que queremos voluntariamente experimentar. Toda expectativa se apresenta não como a busca de uma experiência, mas sim como busca de representações ou da repetição de experiências passadas." (Jadir Lessa)



É UM EXERCÍCIO OLHAR A VIDA COM LUCIDEZ MESMO "NO OLHO DO FURAÇÃO": O DESAFIO DE VENCER A NÓS MESMOS AO SOM DE DJAVAN

Imagem
reflita e dance, porque faço o mesmo...
"Tudo na vida são desafios às resistências.

A' lei da entropia' degrada a energia que tende á consumpção, para manter o equilíbrio térmico de todas as coisas.

O envelhecimento e a morte são fenômenos inevitáveis no cosmo biológico e no universo. Os batimentos cardíacos são desafios à resistência do músculo que os experimenta; os peristálticos são teste constante para as fibras que os sofrem; a circulação do sangue é quesito essencial para a irrigação das células; a respiração constitui fator básico sem o qual a vida perece.

Tudo isso e muito mais, na área dos automatismos fisiológicos, a interferir nos de natureza psicológica.

É natural que o mesmo suceda no campo moral do ser, que nunca retrocede e não deve estacionar sob pretexto algum. No progresso, a evolução é inevitável. A felicidade é o ponto final 

(...)

O crescimento de qualquer ideal é resultado de estágios inferiores vencidos, das etapas superadas, dos desafios enfrentados. 
Joann…

ÁLCOOL NAS UNIVERSIDADES: UMA ATENÇÃO NECESSÁRIA

Imagem
Por  ​Thiago Nassa​ O ingresso numa faculdade é um dos momentos mais esperados pelos jovens brasileiros. É uma fase de transformação e amadurecimento. Mas será que todos os recém-universitários estão preparados para isso? Muitos se perdem no meio do caminho, pois acham que podem fazer de tudo.

MEDO, ANSIEDADE, ANGÚSTIA E O MUNDO MODERNO: MATANDO OS LEÕES DE ONTEM E DE HOJE, UMA BREVE REFLEXÃO PROVOCATIVA

Imagem
"A angústia remete o homem para o seu poder ser mais próprio. Coloca-o frente à frente com sua possibilidade de escolher a si mesmo, assumindo-se na sua escolha" Ana Maria Feijoo

 Não é objetivo deste texto aprofundar as múltiplas dimensões do medo, angústia e ansiedade nem tampouco diferenciá-los, pois podem ter diferentes significados sob o ponto de vista teológico, antropológico, médico dentre outros. A finalidade é lançar uma breve reflexão filosófica e psicológica de um tema complexo e que merece atenção por estar muito presente nos dias atuais. Na minha opinião, tudo acaba sendo medo.
Quem gosta de sentir medo, angustiado ou ansioso? Ninguém. Porém, pode ser interessante compreender que estes sentimentos também são inerentes à existência humana, ou seja, estão presentes no caminhar do Homem desde o início nos momentos de desbravar  um mundo ainda hostil. É o reflexo de lutar ou fugir. Entre vitórias e derrotas ligadas a esta conquista com ou sem a pedra lascada, conseguim…

PAROLAGEM DA VIDA: SOBRE A IMPORTÂNCIA DAS ARTES PEDINDO LICENÇA A DRUMMOND

Imagem
Parolagem da Vida (Carlos Drummond de Andrade)

Como a vida muda.
Como a vida é muda.
Como a vida é nula.
Como a vida é nada. Como a vida é tudo. Tudo que se perde mesmo sem ter ganho. Como a vida é senha de outra vida nova que envelhece antes de romper o novo. Como a vida é outra sempre outra, outra não a que é vivida. Como a vida é vida ainda quando morte esculpida em vida. Como a vida é forte em suas algemas. Como dói a vida quando tira a veste de prata celeste. Como a vida é isto misturado àquilo. Como a vida é bela sendo uma pantera de garra quebrada. Como a vida é louca estúpida, mouca e no entanto chama a torrar-se em chama. Como a vida chora de saber que é vida e nunca nunca nunca leva a sério o homem, esse lobisomem. Como a vida ri a cada manhã de seu próprio absurdo e a cada momento dá de novo a todos uma prenda estranha. Como a vida joga de paz e de guerra povoando a terra de leis e fantasmas. Como a vida toca seu gasto realejo fazendo da valsa um puro Vivaldi. Como a vida vale ma…