CRIATIVIDADE, A COMPETÊNCIA DO MOMENTO: USAMOS?




Resultado de imagem para criatividade


SAINDO DO LUGAR COMUM PARA TER IDEIAS GENIAIS

Pesquisa elencou as qualidades de liderança consideradas importantes para 1,5 mil CEOs, e a criatividade foi priorizada por 60% deles

Fonte: Boa Chance

Criatividade. A palavra soa como um mantra no ambiente de trabalho nos dias de hoje e é uma ferramenta de peso para o desenvolvimento da carreira. Num mercado competitivo (e retraído), ser criativo significa acender uma lâmpada para novas oportunidades de emprego, aumento de salário, promoções e abertura de novos negócios. Mas criar um estoque de boas ideias, não é fácil: além de suar a 'cachola' é preciso contar com o apoio dos líderes e com uma atmosfera corporativa propícia para a inovação.



Na maioria das empresas, essa característica tornou-se fundamental para superar dificuldades e enfrentar a concorrência. Uma pesquisa feita pela IBM intitulada 'Qual a importância da criatividade para a sobrevivência e sucesso das organizações?'; elencou as qualidades mais importantes do ambiente corporativo na opinião de 1,5 mil CEOs. O resultado mostrou que a criatividade é priorizada por 60% dos chefes, seguida da integridade (52%), pensamento global (35%) e influência (30%).

Especialistas dizem que o desafio das empresas não está em reconhecer a importância dessa competência, mas sim criar um ambiente em que a criatividade realmente seja cultivada, valorizada e aplicada pelas equipes. Para o especialista no tema e diretor da Ynner Treinamentos, Tadeu Brettas, muitas empresas brasileiras trabalham a questão da criatividade somente no discurso teórico. Mas, na prática, não a estimulam entre os colaboradores.
- A criatividade tem a ver com o risco o que muitas companhias, principalmente as mais conservadoras, não desejam correr. Não adianta querer ter pessoas criativas na equipe se a companhia não tem essa cultura e os líderes não compram as ideias inovadoras. Mas em tempos difíceis da economia não há muita saída, ou você se abre para novos pensamentos ou coloca em xeque o faturamento de sua empresa.



Resultado de imagem para criatividade

AMBIENTE LIVRE

Criatividade casa perfeitamente com liberdade. É num ambiente livre e acolhedor (leia-se sem censura à geração de ideias) que a habilidade de criar o novo encontrar mais espaço para prosperar. Numa organização que leva isso à sério, as pessoas discutem abertamente problemas e soluções e, dentro de suas atribuições e responsabilidades, têm autonomia para planejar atividades e tomar decisões. O clima oposto gera pessoas passivas, presas a normas e que mantêm dentro das regras e limites estabelecidos.


Na avaliação do CEO da Agência Azul, Tito Santos, a criatividade está mais relacionada com a dinâmica entre as pessoas e com a cultura da empresa do que com o fato de ter ou não pessoas criativas na equipe. Para ele, profissionais de criatividade mediana, que encontram um ambiente colaborativo horizontal e aberto à inovação, conseguem produzir mais ideias inovadoras e implantar projetos originais do que pessoas extremamente criativas que estejam trabalhando num ambiente burocrático, hierárquico e conservador.
- Isso pode parecer óbvio para startups e empresas digitais, mas é a grande quebra de paradigma para a maioria das corporações, que têm estruturas verticalizadas, em que o questionamento de certas premissas pode ser malvisto pelos superiores.

Pra o publicitário Gustavo Bastos, sócio e diretor da agência 11:21, o mais importante é escolher as pessoas certas , de preferência diferentes uma das outras, mas complementares entre si, ou seja profissionais com formação e referências distintas.
- Coloque essas pessoas num ambiente aberto, estimulante e feliz e está pronta a receita. Deixe que eles administrem seus horários, mostre que você confia neles, conte piadas no meio do salão, surpreenda-as e deixe claro que você quer ser surpreendido com ideias boas ou ruins. Se as pessoas tiverem medo de falar sobre ideias ruins, também não falarão sobre as boas.


Resultado de imagem para criatividade

PONTO DE FUGA

A criatividade geralmente precisa de um 'ponto de fuga' para acontecer. conversas no corredor ou frente a máquina de café, uma pausa para um bate-papo no  jardim de inverno ou em qualquer outro espaço aberto são momentos ótimos para incentivar o cérebro e ter boas ideias. Pesquisadores da Universidade de Stanford, na Califórnia (EUA), sugerem que a capacidade de pensar criativamente aumenta quase 60%, quando as pessoas saem do escritório e vão dar uma volta no quarteirão.

- Estar afastado do ambiente de trabalho não significa que o cérebro não esteja trabalhando alguma ideia, mesmo que de forma inconsciente. Por isso que em geral, as melhores sacadas acontecem quando estamos um situações mais improváveis - ressalta o diretor da Escola de Criatividade, Jean Sigel.

O pensamento criativo depende de técnicas e atitudes rotineiras do profissional, segundo avalia o diretor da Perestroika, Jean Rosier. Buscar novas referências, conhecer pessoas novas e visitar lugares diferentes estimulam a criatividade e ampliam o repertório e as ferramentas que a pessoa tem para encontrar novas soluções. As ideias mais criativas normalmente nascem quando há conexão entre dois pontos distintos do repertório de nosso cérebro. Quanto mais distantes estes pontos, mais criativa a ideia será.
-Para muitos profissionais, a saída é estimular o próprio potencial criativo independentemente do segmento em que atuam. Com o desenvolvimento da tecnologia, muitas tarefas tornam-se operacionais. A criatividade é o que vai nos diferenciar no mercado futuro.

Comentários