Oportunidades para a Terceira Idade


Fonte: Caderno Boa Chance - Jornal O Globo/ ABRH/RJ

A sabedoria que vem da experiência e aprendizado frutos das situações vividas e até dos erros cometidos, é um valor decisivo em um mercado carente de renovação de profissionais capacitados. Esto motivo explica porque os profissionais mais seniores Têm sido mais requisitados por empresas de diversos segmentos."A visão de diferentes momentos do mercado os torna mais aptos a analisar cenários e situações, levantar alternativas e decidir com mais segurança, considerando o curto, médio e longo prazo", avalia Jacqueline Resch, consultora e coach.


Terceira Idade? Melhor Idade? A consultora considera este último termo eufemismo que disfarça preconceitos. Ela alerta para o cuidado com estereótipos, ou seja, nem sempre os jovens são "mais entusiasmados, inovadores e cheios de energia"; bem com não se pode afirmar que os mais velhos são "cansados, desatualizados e resistentes ao novo".

As grandes questões segundo Jacqueline são: como transformarmos nossas diferenças em fortalezas que nos ajudarão na conquista de nossos objetivos? e como potencializar as ofertas e competências das várias gerações? "Por isso a atitude esperada em relação aos profissionais com mais idade é a de saber que a sua experiência deve se aliar à capacidade de troca e transmissão de conhecimento com os demais".

PERPETUANDO RELACIONAMENTOS

O Bob´s, uma das marcas do Brazil Fast Food Corporation (BFFC) tem se aprimorado nas múltiplas respostas que esta questão pode produzir. Desde 2005, o programa "Bob´s Melhor Idade" está inserido na cultura e nos processos de atração de profissionais da marca. A organização acredita que os mais experientes agregam excelência no atendimento. " A forma deles de atuar, muitas vezes cria vínculos e perpetua o relacionamento com os clientes; são profissionais estáveis e muito interessados em contribuir com uma  empresa que os valoriza e  reconhece sua importância", destaca Valéria Ribeiro, gerente de Desenvolvimento e RH da BFFC.

A gerente tem percebido que as multas alternativas e oportunidades de um cenário socioeconômico mais diversificado, com uma expectativa de vida mais extensa, tem levado inúmeros gestores de pessoas a ampliar o leque  do conceito do termo "talento".

APENAS GOSTAM DO QUE FAZEM

Outro aspecto relativo aos profissionais aposentados pelas atuais regras do sistema previdenciário, passa pela premissa de que eles já conquistaram muitas coisas, estão realizados, e , por isso, encaram o trabalho com outro sentimento. "Via de regra, são pessoas que apenas gostam do que fazem, sentem-se úteis, dedicam-se ao trabalho com motivação muito mais forte da autorrealização; exigem pouco, entendem os movimentos e ritmos da organização, fantasiam menos sobre carreiras e podem atuar como mentores das novas gerações com a tranquilidade de quem analisa a competição e a conquista com um outro olhar", define Ana Rosa Bonilauri, diretora da Universidade Corporativa do Transporte (UCT) e Gestão de Pessoas da FETRANSPOR.

Esse "outro olhar" na FETRANSPOR coloca profissionais experientes, independente da idade, ocupando posições mais estratégicas, em cargos executivos ou nos Conselhos da entidade. Ela acrescenta que o profissional de terceira idade tem as práticas e "macetes" mais vezes indisponíveis nas escolas de qualificação profissional, sabendo-os transmitir com extrema eficácia.

Afinal, se é Melhor Idade, Terceira Idade ou "profissional mais maduro", o que vale é a capacidade da pessoa em contribuir para resultados coletivos das organizações, independente da data de nascimento.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SOBRE A AMBIÇÃO DO AVANÇAR DO TEMPO E SUAS RESPOSTAS: UM TOQUE DE ARTE

CRIADOR E CRIATURA

DOE VIDA: DETALHES A QUEM SE INTERESSAR