Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2017

SOBRE O QUE NOS ESCAPA NO COTIDIANO: DA ARTE E O LOUVOR À VIDA

Recentemente tenho deixado os temas para o blog "me escolherem", que as ocorrências diárias me apontem o caminho. O exercício (árduo) de estar de olhos mais abertos, tem me ensinado sobre a importância de viver o presente.
É comum a pressa e ser atropelado pelas tarefas diárias. Assim também nascem os hábitos. Não é o caso de dar dicas, nem tampouco fazer listas de hábitos ruins que devem ser eliminados. Procurar ser consciente dos hábitos e das intenções que o alimentam é uma prática que não envolve fórmulas. E isso vai do que cada um acha importante para si. 
Ter água na torneira, poder contar com esta certeza no dia a dia é um tipo de hábito.  Nisso vai tudo aquilo que fazemos na nossa rotina que precisa de água e estas ações dão corpo a tudo de concreto que precisamos organizar, preparar para dar início às nossas atividades.
Há alguns dias faltou água em casa. Mais ou menos sabia da necessidade de atenção ao fato, pois no noticiário foi falado de uma manutenção preventiva d…

SOBRE MOMENTOS

Fiquei procurando, mas será que ouvir Miles Davis precisa de desculpa? Ter uma música para servir de moldura a um tema. Sempre foi o modo como a música esteve presente no blog. Sinto que isso é bom por acreditar que a música joga o psiquismo em dimensões que o verbal talvez não alcance. Há muitos estudos sobre a capacidade da música em produzir bem estar. Existem músicos que na minha opinião conseguem ir além da execução com excelência  e produzem experiências sensoriais múltiplas. Isto é fantástico, provando que há diálogo mesmo não existindo palavras.

 Falar sobre Miles Davis é evocar a genialidade, esta força humana de "onde tudo era contra" e floresceu, a capacidade de renascer e se abrir ao novo sendo inventivo apesar de saber que não mais tinha o fôlego de outrora. Há tantos exemplos assim no mundo entre os famosos, anônimos e se lembrarmos, vamos encontrar tais exemplos em nós mesmos em alguma ocorrência da vida. 

Algo que nos faz lembrar, pelos exemplos notáveis que na…

NINGUÉM É APENAS PRECONCEITO, AGRESSIVIDADE E DOR: SOMOS MUITOS

“Quando os psicólogos estudam somente exemplos anormais e emocionalmente perturbados da humanidade, ignoram qualidades humanas positivas, como felicidade, satisfação e paz de espírito". Abraham Maslow

LÁGRIMAS E SOLIDARIEDADE

"Perante certas situações sofridas de vida, faltam palavras e sobram lágrimas. É a experiência de sermos tocados profundamente em nosso interior. Trata-se de uma sensibilidade de alma, a partir do qual, brotam atos de solidariedade para ajudar os outros. Os evangelhos nos relatam que Jesus se comoveu e chorou em várias ocasiões. Ele chorou pela morte do amigo Lázaro. Chorou por aquela família que perdeu a filha e também quando viu aquela pobre mãe viúva que levava seu filho ao cemitério. 

Sem dúvida, dar permissão às lágrimas é um grande desafio de vivência em si mesmo deste sentimento que depois se amplia e transforma esta permissão às lágrimas  em um gesto  solidário e, por isso sincero, porque antes deu consentimento a si mesmo de sentir (grifos meus). Certas realidades da vida só conseguimos vê-las e entendê-las quando nossos olhos forem lavados pelas lágrimas". 
Leo Pessini, Camiliano
Sempre fica em mim um certo receio em trazer textos religiosos, mas escrevo coisas que ta…