Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

FIZ UM BOM NEGÓCIO

Fonte: Revista O Globo


Martha Medeiros
Viva a filosofia popular, que pode ser extraída até mesmo de uma propaganda de tevê. Ainda que seja bizarro ver o Sergio Mallandro, o Supla, a Narcisa Tamborindeguy e o Compadre Washington decapitados em cima de máquinas de lavar, carrinhos de bebê e aparelhos de som, a ideia é boa. Desapega, desapega.

Você tem feito um bom negócio?

A todos os ligeiros, minha admiração e cumprimentos. Sou do time das apegadas – portanto, das lentas. Costumo esticar a validade de tudo, sempre acreditando que ainda há um jeito, que ainda não se esgotaram as tentativas, e assim vou guardando roupas que não uso mais, ideias para textos que não chegaram a ser escritos e principalmente pessoas com quem já não tenho compatibilidade, apostando na fé celestial de que voltarão a significar o que significaram um dia. Não voltam. Desapega, desapega.

Aqueles sonhos que você tinha de que o casal envelheceria companheiro, de que vocês dois atravessariam madrugadas conversando?…

CONVENCER É VENCER?

Reflexão do dia: Não é preciso mostrar beleza aos cegos, nem dizer a verdade aos surdos. Basta não mentir para quem te escuta nem decepcionar os olhos de quem te vê.
(não sei o autor)

PADRÕES

Padrões Do momento do meu nascimento
Ao instante da minha morte
Tem padrões que devo seguir.
Assim como eu devo respirar cada respiração
Como um rato num labirinto
O caminho diante de mim se estabelece
E o padrão nunca se altera
Até o rato morrer.
E o padrão ainda permanece
Na parede onde a escuridão caiu
E se ajusta como deveria
Porque na escuridão eu deveria ficar
Como a cor da minha pele
Ou o dia em que cresci
Minha vida é feita de padrões
Que dificilmente podem ser controlados.

Paul Simon, Poeta



SOBRE A MORTE E O ENVELHECER: SOBRE A VIDA "VIAJANTE"

"O que importa é não estar vencido"
(Ney Matogrossso)

AS PESQUISAS NÃO FALAM O QUE IMPORTA

O blog PSICOLOGIA EM FOCO sempre provocará a reflexão em diferentes perspectivas por isso trouxemos esta entrevista.

"Tenho 47 anos, nasci num lugar muito pobre, o que aqui vocês chamam de favela. Moro em Nova York com minha mulher e dois filhos. Virei cientista, estudei as drogas e seus efeitos, inclusive os sociais. E estudo as pessoas mais pobres que são afetadas pelas políticas públicas antidrogas"
Entrevista com Carl Hart, neurocientista americano - Professor de psiquiatria na Universidade de Columbia (EUA). Veio ao Brasil para lançar o livro "um preço muito alto" e dar palestras no Rio.
Por Bruno Agostini

Fonte: O Globo

Mas você sustenta isso há um bom tempo. Li muitas coisas a seu respeito antes de vir para a entrevista...
Bom trabalho. Então vou te dizer algo que é importante para o Brasil. Eu encontro regularmente pessoas que não sabiam disso e dos problemas que levam ao crack. A sociedade diz que essa droga é uma praga, um grande problema. Mas não. O perigo é …

PSICOLIRISMO DA TERAPIA COTIDIANA: RITA MOUTINHO

Um livro que simplesmente devorei... O Título da postagem é o do livro que extrai poesia das sessões de terapia.. Mais do que recomendo. É uma leitura deliciosa e densa pela carga das emoções e pela beleza no emprego das palavras. Há um rigor formal e também entrega... Que todos nós possamos transformar a dor em música e poesia. A psicoterapia pode ser entendida como uma viagem de múltiplas paisagens, com "sóis e temporais" cujo destino é a libertação de si mesmo como autonomia e responsabilidade frente às suas escolhas nos bons e maus momentos. É um belo investimento de ser o melhor de si para os outros.
Regina Bomfim

Soneto da Dúvida nas Águas

Os dois remos parecem adormecidos
na travessia lenta para a cura,
e meus lábios molhados de gemidos
pingam máculas mis. Você se acura, 
leva-me a perdoar certos pecados
trazendo lassidão à amargura
Outros ainda me pesam represados
- Não abri as comportas da censura
As culpas, cracas fixas no meu casco,
não me deixam chegar à embocadura
da vida a…

O EMPREENDEDOR QUE COMEÇA AOS 50 ANOS

Maior expectativa de vida do brasileiro favorece novos negócios
Fonte: Boa Chance

Quando se fala em empreendedorismo, as gerações X e Y logo são lembradas. Não é para menos. Segundo o Sebrae, 41,8% das empresas com menos de três anos e meio foram abertas por pessoas entre 25 e 44 anos, faixa etária característica desses dois grupos. No entanto, o crescimento do número de empreendedores no país (421% entre 2007 e 2013) é acompanhado pela maior inserção de uma geração mais madura que diferentemente do que muitos imaginam, não está disposta a se aposentar: são os baby boomers que nasceram entre 1943 e 1964, na explosão populacional do pós-guerra.

Para Marco Tulio Zanini, especialista da FGV em gestão de carreiras, a expectativa de vida dos brasileiros, hoje com 74,6 anos favorece o novo cenário.
- Quem se aposenta com 60 anos ainda tem muito a contribuir. cumpriu o projeto que traçou quando jovem e quer partir para uma nova jornada.

Segundo o Sebrae, os empresários com idade entre 55 e 64 ano…

SUCESSO

O segredo do sucesso é ser você.