Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

FELIZ ANO NOVO!! COM UM TOQUE DE ARTE

Por Regina Bomfim

A VIDA PODE MACHUCAR, MAS...

As coisas "ásperas", as experiências por nós entendidas como dolorosas nem sempre vêm para nos mostrar que "temos razão". Há momentos que tais situações servem para nos sinalizar a necessidade de corrigirmos algo em nós.
Regina Bomfim

O ESCRITÓRIO NUNCA MAIS FOI O MESMO

Por Carlos Alberto Teixeira Fonte: O Globo Nos últimos 20 anos, muitas águas rolaram no mercado de equipamentos, gadgets e tecnologia para escritórios. Foram muitos sucessos e alguns fracassos. Por exemplo, a ideia de que com o computador o escritório se veria livre do papel provou ser falsa - nunca se imprimiu tanto como hoje, mesmo com as campanhas ecológicas mecanicamente anunciadas no rodapé das mensagens de e-mails de empresas.

Outra falácia: o computador aceleraria brutalmente os processos de trabalho e daria às pessoas tempo livre como nunca sequer imaginariam que teriam. Sim, os processos ficaram mais rápidos, mas em geral, o funcionário só foi, cada vez mais assumindo diferentes tarefas. AVANÇOS NO HARDWARE
Num ambiente de trabalho no início dos anos 1990, o arcaico telex já fora suplantado por máquinas de fac-simile, vulgo fax. Hoje, se uma empresa disser que só aceita proposta via fax, estará passando um claro atestado de que parou no tempo. Quanto ao computador de mesa, hoje tem…

PENSAMENTO E LIBERDADE


"Quando reduzimos o pensamento à capacidade de raciocínio lógico, não pensamos, quando reduzimos a liberdade à realização voluntarista de desejos, ainda não somos livres. O pensamento e a liberdade não se realizam como projeto de expansão ilimitada do pretenso poder do homem. É na experiência da fragilidade e da finitude que a existência humana singulariza seus caminhos para a dimensão do mistério de onde provêm sua essência".
Roberto Novaes de Sá

PRAZER E PAZ NA CONSCIÊNCIA

por Maria Cristina
O nosso mundo contempla a busca do prazer como prioridade máxima e como roteiro de felicidade para cada um de nós. As propagandas, os meios de comunicação, nos buzinam nos ouvidos e introduzem através de nossos olhos, imagens de pessoas sorridentes, belíssimas, jovens, felizes, parâmetros a serem alcançados por cada um, a qualquer preço. Em contrapartida, também, nos bombardeiam com imagens fortíssimas de crimes, calamidades, injustiças, que mesmo que estejam acontecendo num vilarejo bem afastado de onde vivemos, chegam até nós no tempo mais curto possível.

EMPREENDEDORISMO SOCIAL

A visão do empreendedor social como "o virtuoso" e do empreendedor comercial como o oposto disso --ideia ainda muito presente no Brasil é equivocada. A avaliação é de Pamela Hartigan, uma das maiores especialistas no assunto, diretora do Skoll Centre for Social Entrepreneurship, centro de estudos de empreendedorismo social da Universidade de Oxford. Ela também foi diretora-executiva da Fundação Schwab.

Ganhar dinheiro, afirma ela, "é formidável", inclusive quando se trata de empreendimentos sociais.

Folha - O que empreendedorismo social significa hoje?Pamela Hartigan - Como uma das pioneiras na difusão da noção de empreendedorismo social, talvez soe como uma surpresa eu estar começando a me sentir muito desconfortável com o termo e a descrição usada para se referir ao seu ator principal como "empreendedor social".
Esse termo era importante nos estágios iniciais do movimento. Mas, agora, continuam a promover a noção de empreendedorismo social como sinônimo d…

É FORTE!! DESCONHEÇO O AUTOR

É Forte! Se você separar 2 minutinhos do seu tempo tão corrido para ler o texto abaixo, garanto que não irá se arrepender. Vale muito a pena ler. "Uma ostra que não foi ferida não produz pérolas."
Pérolas são produtos da dor; resultados da... entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou grão de areia. Na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada nácar.

Quando um grão de areia a penetra, ás células do nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra. Como resultado, uma linda pérola vai se formando. Uma ostra que não foi ferida, de modo algum produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.

O mesmo pode acontecer conosco. Se você já sentiu ferido pelas palavras rudes de alguém? Já foi acusado de ter dito coisas que não disse? Suas idéias já foram rejeitadas ou mal interpretadas? Você já sofreu o duro golpe do preconceito? Já …

O FUTURO DO TRABALHO

Mais cocriação e menos hierarquia Trabalho será redefinido por mais tecnologia e por competências sociais e interpessoaiMaíra Amorim Menos hierarquia, mais cocriação e colaboração. Menos empregados, mais empreendedores. Menos rigidez, mais multidisciplinaridade. Essa são algumas das tendências apontadas por especialistas ouvidos pelo Boa Chance para o futuro do trabalho nos próximos dez a 20 anos. Tudo permeado por tecnologia, cada vez mais tecnologia, em suas diversasa formas, direta ou indiretamente.
- Nas próximas duas ou três décadas haverá também mudança significativa na produção, com a generalização de impressoras 3D e máquinas de corte computadorizado. Muitos produtos serão feitos pelas próprias pessoas em vez de serem comprados. e haverá mais peer-production (produção colaborativa). Muitos serviços também serão prestados cada vez mais em rede - acredita Augusto de Franco, especialista em redes sociais e criador do Escola de Redes.

Para Adalberto Cardoso, sociólogo e diretor do…

NIETZCHE: UMA PROFUNDA E INQUIETANTE REFLEXÃO

O imperativo que parece guiar a maioria dos homens na Terra é a recusa à capacidade de pensar e, por conseguinte, a recusa à alegria de existir. Os homens seguem rastejando como se fossem vermes prestes a ser esmagados por desígnios superiores. O homem se resume a isso? Apenas um amontoado de células, impotente perante um universo inexplicável, a espera de supostas alegrias em paraísos por ele inventados?

Segundo Nietzsche, a constatação mais chocante é a de que os sistemas de pensamento foram forjados pelo ódio à vida e pelo desprezo ao corpo. Desde tempos imemoráveis nos ensinaram a odiar o prazer e os bons valores da existência em nome de ideais como a transcendência da alma, o amor ao próximo, e outros tantos projetos salvíficos que embotaram a mente e, por consequência, contribuíram para a decadência dos corpos. Os destroços que contemplamos ao nosso redor são os sinais das mentes atormentadas e torturadas pelos sofrimentos, medos e culpas.

Para o filósofo, o paradoxo humano re…