10 de dez de 2018

AS COISAS E NÓS



AS COISAS E NÓS


Quero ler o post completo

3 de dez de 2018

PARAR


PARAR





Parar de fumar, parar com qualquer coisa. Parar de... (Preencha com o que sente precisar parar).

Usando o exemplo de parar de fumar, uma pessoa não para de fumar ao saber dos males, mas no momento que "cai em si" e decide parar. Tampouco por que a família, o cônjuge, amigos e todo mundo reclama, traz folheto etc.
"Cair em si". É um estado não muito fácil de explicar, mas parece ser quando a consciência
 percebe por ela mesma a inutilidade de manter algo, quando uma determinada experiência deixa de ter o encanto de antes, quando o cansaço derruba ou porque acordou e "do nada" decidiu dizer não.  Será que existe este mudar "do nada"? Ou algo já estava sendo silenciosamente gestado na consciência do indivíduo? É também neste momento que a pessoa decide procurar ajuda seja em segredo ou quando comunica  aos amigos e família.

 
 


PARAR



Mesmo sabendo que uma coisa não faz bem, não garante uma tomada de decisão. Isto não quer dizer que saber a causa seja inútil, mas parece não contar muito na economia que envolve a mudança.

Isso fala um pouco dos mecanismos da alma que a psicoterapia busca acessar, um momento tão potente, tão lindo que eternamente me  encanta, surpreende. Esta decisão tomada com toda força do ser integral do indivíduo, porque decidiu que não quer mais, independente do que digam, independente de quem quer que seja. O casulo e a borboleta que somos...


Regina Bomfim



Quero ler o post completo


Topo