Pular para o conteúdo principal

Postagens

SE DESEJAR...

SE DESEJAR... Somos educados para darmos menos importância ao sentir e o sentir representa uma parcela significativa de toda a nossa movimentação no mundo objetivo. Saúde é uma coisa ampla. SER UMA "MÁQUINA" DESGOVERNADA ? Se a sua alma está num desconforto constante que fica difícil até explicar, você vai ser um profissional que em algum momento não vai exercer suas competências como é capaz, sentirá dificuldades nos relacionamentos familiares, amorosos, amizades e pode ser que se torne uma pessoa suscetível a ter relações tóxicas, assim como pode se tornar sem perceber, uma pessoa tóxica, governada por um sem número de "pontos cegos" que vão influir nas mais diferentes decisões a serem tomadas no dia a dia. ESCREVER E TERAPIA: UMA COISA E OUTRA ? Quando estiver difícil de explicar até para si mesmo, tente escrever, tente "organizar", anote a situação que esta emoção sem nome surgiu, tente aos poucos nomeá-la. Observe. Se Observe. Procurar ajuda profissio
Postagens recentes

MACHISMO, PATRIARCADO: A CRIANÇA E O ADULTO

  MACHISMO, PATRIARCADO: A CRIANÇA E O ADULTO Para alguns homens, o machismo se torna uma prisão de "conceitos e verdades" recebidas na sua educação. O leve questionamento destes conceitos dão a impressão que a sua identidade vai ser destruída, que algo de muito essencial que o sustentou até aqui se perderá. É a reputação a ser mantida de "ter que" estar sempre de "pau duro", ser bem sucedido, não mostrar emoção, é tanta coisa... Sou feminista do amor ao homem, mas  sem deixar de pedir justiça nos casos de abuso. O machismo adoece o homem. O machismo adoece as relações. A LIBERDADE DE SER ADULTO:UMA UMA VISÃO   A gente leva anos pra perceber que podemos ser além da educação que recebemos. Ás vezes passamos a vida inteira sem aceitar, no chamado (de zoação) Complexo de Gabriela - "Eu nasci, eu cresci assim e sou mesmo assim, vou ser sempre assim"rs.  A beleza de ser adulto, ao contrário da criança (que é forjada pelo mundo dos outros e precisa ser

OS TITÃS: VIOLÊNCIA(S) DOMÉSTICA

OS TITÃS: VIOLÊNCIA(S) DOMÉSTICA Como cobrar um caminho oposto de quem apenas conheceu a violência física e psicológica? E aprendeu a ver pontos positivos nisto? A dor se transforma em algo que foi "para me fortalecer", não porque foi compreendida, mas talvez, o único modo de parar de doer é transformá - la em outra coisa mais heróica, virar um Titã.  Não se pode dizer que não houve criação nesta violência que se reproduz, mas pode ser a criação de uma verdade construída com base em uma visão de realidade que precisou ser "distorcida". Há cicatrizes que dão a impressão de terem sido superadas. Pode ser tanta coisa... É um exercício árduo perceber que o outro só dá o que pode. Esperar algo diferente ou "se esforçar para obter algo diferente" de alguém muito certo da sua posição, é viver um desgaste permanente. Chegar a esta conclusão num relacionamento, é começar a perceber que nada pode ser feito, porque ninguém muda ninguém. E começar a arrumar as malas d

DEPRESSÃO SORRIDENTE PARTE 2

  DEPRESSÃO SORRIDENTE   Em geral, as pessoas imaginam que quem tem depressão fica o dia inteiro num quarto escuro, descuidado da aparência e da higiene a murmurar sua sorte Há quem está sempre com um sorriso no rosto, contando piada, ativo(a) no mundo, trabalhando, mas vivem em silêncio muitas angústias. Estas são as que cometem suicídio com maior frequência e causam surpresa no seu meio, pois ninguém nunca viu nada capaz de mostrar que passava por problemas Fica evidente o quanto este tipo de depressão é de difícil diagnóstico podendo causar um grande prejuízo a quem vive, pois é uma dor que se estende em silêncio e o indivíduo cria como que um personagem vivendo as expectativas do mundo e por dentro um desespero profundo que não se vê com recursos para sair pois, nem é claro para o indivíduo o que sente.  A pessoa está confusa, se sente abandonada pelas pessoas. Muitas vezes se sentir abandonado pelo outro se soma ao problema vivido, acentuando em muito o sofrimento. "QUERO CH

DEPRESSÃO SORRIDENTE PARTE 1

DEPRESSÃO SORRIDENTE  Depressão atípica é seu nome técnico, um tipo de depressão de difícil diagnóstico pois o indivíduo se mostra ativo na sua vida no mundo, em contato com os amigos, tendo muitas vezes uma vida profissional e familiar realizada. Se mostra sempre bem disposto e alegre no seu cotidiano, mas no seu íntimo guarda fortes angústias que nem sempre são claras para quem as sente e para quem os rodeiam. De acordo com os estudos de Olivia Remes, especialista em ansiedade e depressão da Universidade de Cambridge, estas pessoas possuem mais energia para levar a cabo as suas ideias suicidas ao contrário de outros quadros de depressão que por seu desânimo podem não concretizar o ato. Esta última afirmação não significa uma "lei universal" a ponto de ignorar as ideações suicidas que podem ocorrer em outros tipos de depressão (grifos meus) Os suicídios que ocorrem neste tipo de depressão causam grande surpresa nas pessoas próximas, pois nada notavam de estranho no comport

OS VENDAVAIS DA VIDA: PACIÊNCIA E AMOR

  OS VENDAVAIS DA VIDA: PACIÊNCIA E AMOR Os tempos têm sido ásperos, por tantas coisas... A Vida tem convites, Ela continua convidando o Homem a conversar com o macro (mundo) e com o microcosmo (alma). São convites para reexaminar Propósitos. Ainda somos movidos a tempestades, furações, epidemias, ainda precisamos de sinais tão fortes para as urgências do Mundo que também são as exigências da alma. Alma e mundo são divisões apenas didáticas porque tudo sempre é ao mesmo tempo. O macro nasceu de uma alma pensante que se conectou a tantas almas e deu ao Mundo a forma que é vista. É, precisamos ainda de vendavais. Quantos ainda serão necessários? Caminhos. Não existe nenhuma palavra ou ação que mova, mude rumos. Há palavras, atos que apenas ecoam no vento. Bate e volta... Mas ainda existem os furações, os vendavais, as calamidades mesmo que depois  "esfriem" no seu impacto para alguns, mesmo assim, há a Vida e seus pacientes convites. A Vida tem uma paciência, a Vida tem um Amor

CAMINHO

  SOLIDÃO E O ERRO . São medos que habitam alguns. Sentimentos são vivos e pulsantes para quem os sentem. São caminhos. Saber é mais fraco do que sentir. Quando se trata de emoções, saber analisar um sentimento e concluir sua bobagem é caminho. Sentir parece quebrar toda a "lógica" porque o sentimento é sentido e pronto! O sentimento é sentido. É caminho. Por isso suponho que lutar contra o sentir seja sempre uma batalha perdida, mesmo usando os mais hábeis recursos que toda inteligência é capaz de produzir. Criar mecanismos para suportar a dor mesmo que se mostrem frágeis em algum momento, também é caminho.  Se sentir como se sente, mesmo racionalmente vendo com seus próprios olhos que é "tolo" o que sente, é caminho.    Saber e sentir seguem assim, complexos em suas utilidades e ações na mente humana.  Se sentir ridículo por sentir o que sente, pode indicar que começou a abrir portas valiosas de percepção de si mesmo. Há ainda tantas pessoas imersas numa vida apen