segunda-feira, 31 de agosto de 2015

CONHECIMENTO E EXPERIÊNCIAS DIFÍCEIS




Resultado de imagem para a vida ensina


"O período de maior ganho em conhecimento e experiência é o período mais difícil da vida de alguém".
(Dalai Lama)

terça-feira, 25 de agosto de 2015

TRABALHO TEMPORÁRIO COMO TENDÊNCIA, MAS AINDA VISTO COM PRECONCEITO






Segundo pesquisa, em cinco anos, os profissionais temporários terão a mesma importância dos contratados.

Fonte: O Globo

Tradicionalmente visto como pouco qualificado e voltado apenas para o segmento de Varejo, o emprego temporário vem ganhando espaço em escritórios corporativos, que demandam cargos de de média ou alta gerência para a coordenação de projetos com prazo de conclusão determinado. E os motivos vão desde a necessidade de as companhias enxugarem despesas, evitando a contratação permanente de funcionários, até a possibilidade de a empresa inserir  de a empresa inserir novas habilidades profissionais no ambiente de trabalho.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

SEGUINDO EM FRENTE E OS "ENTULHOS" DA ALMA: COM TOQUE DE ARTE





"As cargas mentais negativas possuem a nefasta força de desorganizar as engrenagens psicológicas e físicas do ser (...).

Recordações desagradáveis pensamentos perturbadores, ideias viciosas, frases deprimentes de ontem ressumam como necessidades de queixas, ressentimentos guardados, iras conservadas, depreciação de si mesmo, desamor, um conjunto de ingredientes destrutivos que terminam por desorganizar o ser que se lhe permite vitimar (...)

Não se pode evitar o haver nascido num lar agressivo, entre pessoas hostis, sob injunções sócio-morais e econômicas penosas (...).

Não podes e nem deves incorporar à existência os vaticínios danosos que te fizeram, as expressões chulas que te dirigiram, as frases deprimentes que te endereçaram, as agressões verbais morais e físicas de que foste vítima (...).

Dá-te a oportunidade de provar a ti mesmo quanto possuis e conseguirás produzir (...)."

Joanna de Ângelis

terça-feira, 18 de agosto de 2015

COMO DIZER NÃO PARA SEU CHEFE?




O ideal é que seja dito de forma respeitosa e sempre com argumentos plausíveis

Fonte: O Globo

Quantas vezes você, diante da pressão por resultados disse "sim" ao chefe, quando, na verdade, queria dizer "não"? A necessidade de cumprir metas e o receio de bater de frente com o gestor muitas vezes pode afetar a capacidade de gerenciar o tempo e produtividade na execução de tarefas. Mas como recusar eventuais pedidos de líderes de equipe?

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

terça-feira, 11 de agosto de 2015

INTOLERÂNCIA E JULGAMENTO: ÁRDUO EXERCÍCIO




Não existe certo ou errado, mas existem consequências.
Dar lição de moral não ajuda. Julgar também não.
Apenas faça o melhor que puder.
Suas respostas estão dentro de você.

do livro:
 "If Life is a Game These are the Rules"
 de Cherie Carter-Scott

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

FICAR DISPONÍVEL FORA DO HORÁRIO DE TRABALHO






Só saber que uma solicitação pode surgir a qualquer momento já gera ansiedade

Fonte: O Globo

Não se trata apenas de senso comum: profissionais que se mantêm disponíveis para resolver assuntos relacionados ao seu emprego, por meio de e-mail ou telefone, quando estão fora do ambiente de trabalho, são mais estressados. É o que comprovou um estudo conduzido por psicólogos na Universidade de Hamburgo e publicado no "Journal of Occupational Healthy Psychology".

terça-feira, 4 de agosto de 2015

PERDÃO E AUTO PERDÃO: É IMPOSSÍVEL VIVER O "NÓS" SEM INICIAR NO "EU"






Durante a nossa vida causamos transtornos na
vida de muitas pessoas,
porque somos imperfeitos.

Nas esquinas da vida, pronunciamos palavras inadequadas,
falamos sem necessidade,
incomodamos.

Nas relações mais próximas, agredimos sem intenção ou intencionalmente.
Mas agredimos.

Não respeitamos o
tempo do outro,
a história do outro.

Parece que o mundo gira
em torno dos nossos desejos
e o outro é apenas
um detalhe.

E, assim, vamos causando transtornos.

Esses tantos transtornos mostram que não estamos prontos, mas em construção.

Tijolo a tijolo, o templo da nossa história vai ganhando forma.

O outro também está em construção e também causa transtornos.

E, às vezes,
um tijolo cai e nos machuca.
Outras vezes,
é o cal ou o cimento que suja nosso rosto.
E quando não é um,
é outro.
E o tempo todo nós temos que nos limpar e cuidar das feridas, assim como os outros que convivem conosco
também têm de fazer.

Os erros dos outros,
os meus erros.
Os meus erros,
os erros dos outros.

Esta é uma conclusão essencial:
todas as pessoas erram.
A partir dessa conclusão, chegamos a uma necessidade
humana e cristã:
o perdão.

Perdoar é cuidar das feridas e sujeiras.
É compreender que os
transtornos são muitas vezes involuntários.

Que os erros dos outros são
semelhantes aos meus erros e que,
como caminhantes de uma jornada,
é preciso olhar adiante.

Se nos preocupamos com
o que passou,
com a poeira,
com o tijolo caído,
o horizonte deixará de ser contemplado.
E será um desperdício.

O convite que faço é que você experimente a beleza
do perdão.
É um banho na alma!
Deixa leve!

Se eu errei,
se eu o magoei,
se eu o julguei mal,
desculpe-me por todos
esses transtornos…
Estou em construção!


TEXTO DE: Gabriel Chalita.


segunda-feira, 3 de agosto de 2015

MORTE E VIDA: O IMPERMANENTE DA EXPERIÊNCIAS E DA VIDA




​Por Joanna de Ângelis​



Fatalidade biológica, a morte é fenômeno habitual da vida. Na engrenagem molecular, associam-se e desagregam-se par­tículas, transformando-se através do impositivo que as cons­titui, face à finalidade específica de cada uma. Por efeito, o mesmo ocorre com o corpo, no que resulta o fenômeno co­nhecido como morte.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...