Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2009

UM ÚNICO DIA DE CONSUMO DE ÁLCOOL AFETA A SAÚDE MENTAL DE CRIANÇA

O consumo de quatro doses de bebidas alcoólicas em apenas um dia durante a gravidez pode aumentar os riscos de problemas mentais na criança, como o transtornos do déficit de atenção e hiperatividade, segundo estudo publicado na edição de fevereiro da revista Pediatrics. Os resultados indicam que mesmo que não haja um consumo regular de álcool pela gestante, a ingestão de mais de quatro doses em um dia é prejudicial para o desenvolvimento do bebê.

"Padrões de consumo de álcool durante a gestação como episódios de "bebedeira" podem ser tão importantes como os níveis médios de consumo em conferir riscos para saúde mental e de problemas de aprendizado na infância...", escreveram os autores.
Para avaliar se esses padrões de consumo pela gestante podem estar associados com a saúde mental do filho, independentemente do consumo regular de bebidas, os pesquisadores analisaram mais de 6 mil crianças, considerando o "beber pesado" (consumo de quatro a seis doses no di…

SUICÍDIO E TRANSTORNO BIPOLAR

A relação entre eventos da vida, o estresse e a doença psiquiátrica não é sempre direta. A dor psicológica ou o estresse isolado apesar da profunda perda, desapontamento, vergonha ou rejeição, raramente é causa suficiente para o suicídio. O peso da decisão de morrer repousa na interpretação dos eventos e a maioria das pessoas, quando saudável, não interpreta nenhum evento como devastador o suficiente para justificar o ato de se matar.

ACHAMOS QUE SABEMOS - MARTHA MEDEIROS

Outro dia assisti a um filme no DVD do qual nunca ouvido falar - talvez porque nem chegou a passar nos cinemas. Chama-se "Vida de Casado", um drama enxuto, com apenas 90 minutos de duração e jeito de clássico. Gostei bastante. Um homem casado há muitos anos se apaixona por uma bela garota e com ela quer viver, mas não sabe como terminar seu casamento sem que isso humilhe sua venerável esposa, então decide que é melhor matá-la para que ela não sofra: não é uma solução amorosa? Não tem o brilhantismo de um Woody Allen, mas o roteiro tem certo parentesco com "crimes e pecados". Se fosse possível resumir o filme numa única frase, seria: "Ninguém sabe o que está se passando pela cabeça da pessoa que está dormindo ao nosso lado".