Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

GOTAS E PROVOCAÇÕES: A RUA E SEUS MUROS QUE FALAM

Quem tem estrutura para ter consciência social?

GOTAS EM FRASES NOS MUROS: A FILOSOFIA DAS RUAS

A morte é certa, a vida não!

DANDO INÍCIO A SÉRIE "GOTAS E PROVOCAÇÕES":E Ai, QUANDO VOCÊ NÃO SE ENCAIXA?

Não falo sobre as leis essenciais que garantem nosso convívio social...

O HOMEM E A NATUREZA: UM TOQUE DE ARTE

É uma ilusão nossa como seres humanos, acharmos que somos algo mais que a natureza....

Regina Bomfim


A ESPOSA DEVE ESTAR PRONTA PARA CUMPRIR SEUS "DEVERES" MATRIMONIAIS: O ESTUPRO MARITAL

O estupro marital - quando a mulher é violentada pelo marido, só é considerado crime em 52 dos 193 países integrantes da ONU. No Brasil, a agressão é incluída na Lei Maria da Penha, mas em boa parte do mundo, a mulher não conta com uma legislação específica que considere o marido como agressor.
2.6 milhões de mulheres e meninas vivem em países onde o estupro dentro do casamento não é claramente criminalizado, segundo estimativas da ONU e estima-se também que uma em cada três mulheres​ já tenha sofrido algum tipo de violência física e/ou sexual no casamento. ​
Ao longo da história, a mulher sempre foi vista como um tipo de propriedade e o sexo visto como uma obrigação contratual ligada ao casamento. Deste modo, a violência sexual não era criminalizada quando praticada dentro de uma relação íntima​

O estupro significava um crime de honra (do homem, da família) e não um desrespeito ao corpo feminino. Remonta ao século 17 a ideia de que o marido não deve ser responsabilizado por estuprar sua …