UM PAPO SOBRE ECONOMIA

Photo by Olu Eletu on Unsplash
Será que para ter afeto, se sentir respeitado, você precisa abrir mão de si mesmo? Será que na economia dos sentimentos acaba sempre sendo um preço muito caro a ser pago?

Regina Bomfim



Uma outra leitura da ANGÚSTIA: ao som das Bachianas número 1 de Villa Lobos





" A carência de interioridade pronunciada pela angústia possibilita que se
alcance a consciência do EU, cujo exercício consiste numa atividade que se
dá em um processo de compreensão e não em um processo mecânico. Quanto mais
concreto se faz à compreensão e desde que falte a consciência tem-se o
fenômeno da não-liberdade.
Enfim, para se escapar da angústia e da liberdade podem-se encontrar
inúmeros subterfúgios. Porém é a angústia que constitui a possibilidade de
liberdade. Nela é que surge a chance do homem constituir-se certo de sua
finitude e conhecedor de suas ilusões."

Ana Maria Lopes Calvo Feijoo

Comentários