DIVERSIDADE E INCLUSÃO GANHAM SALAS DE AULA




A partir de recentes políticas públicas com foco na educação especial, cresce a oferta de cursos de pós-graduação.
Luciana Calaza
Fonte: Boa Chance

*Importante destacar que o intuito de trazer este texto é para que os interessados conheçam os locais e se informem. Desconsiderar datas.

Participação e inclusão na sociedade, igualdade de oportunidades, acessibilidade e não discriminação. Temas inerentes aos direitos humanos e à diversidade vêm ganhando espaço na sociedade e, consequentemente, nas universidades, que começam a oferecer programa de pós-graduação para preparar profissionais de diferentes áreas do conhecimento, na perspectiva da educação inclusiva.


É o caso da Universidade Federal Fluminense (UFF), que começou a oferecer, em 2013, o mestrado profissional em "Diversidade e inclusão". A proposta, explica a coordenadora do curso, Cristina Delou, é qualificar o educador, com as ferramentas da pesquisa para transformar a sala de aula num espaço mais inclusivo.
- As medidas de inclusão começaram com a Declaração de Salamanca (resolução da ONU, que trata dos princípios, política e prática em educação especial), há 20 anos, mas não temos pessoas formadas para fazer a inclusão acontecer. A partir de políticas públicas mais recentes, a população está descobrindo que Tem direito à escola, mas muitas instituições de ensino ainda se perguntam se têm obrigação de receber esse ou aquele tipo de aluno - ressalta Cristina.

INSCRIÇÕES ATÉ TERÇA*
O programa que está com edital aberto para a próxima turma (as inscrições terminam nesta terça, dia 24), trabalha com quatro linhas de pesquisa: 1) altas habilidades e notório saber; 2) necessidades especiais: síndromes e transtornos; 3) produção de materiais e novas tecnologias e 4)interdisciplinaridade e questões de ensino. Como se trata de um mestrado profissional, o aluno deve apresentar diissertação sobre um produto desenvolvido (materiais didáticos, manuais, planos de trabalho, vídeos esofwares, por exemplo).

A professora Aimi Tanikawa, funcionária da Fundação Municipal de Educação de Niterói, é uma das mestrandas. Na sua pesquisa, são utilizados dois jogos eletrônicos com o objetivo de estimular o desenvolvimento no processo de leitura de alunos com deficiência intelectual:
- Minhas expectativas de atuar na formação de professores é desenvolver pesquisas que promovam a participação efetiva de alunos com deficiência no processo de aprendizagem.

Já a Universidade de São Carlos (UfsCar), considerada referência na área, oferece um programa de mestrado e doutorado acadêmico em educação especial com cinco linhas de pesquisa: 1) aprendizagem e cognição de indivíduos com necessidades especiais; 2) currículo funcional: implementação e avaliação de programas alternativos de ensino; 3) práticas educativas: processos e problemas; 4) atenção primária e secundária em educação especial: prevenção de deficiências e 5) produção científica e formação de recursos humanos em educação especial.

A coordenação do programa ressalta que a falta de professores do ensino superior devidamente preparados e de material didático acessível tem dificultado e implantação da recomendação governamental de inserção, nos currículos dos cursos de graduação, de disciplinas relacionadas à área. Estas são, portanto áreas potenciais de atuação para os egressos da pós-graduação.

Considerando a importância do trabalho psicopedagógico, especialmente no momento em que a nova legislação educacional o regulamenta, a Universidade Veiga de Almeida (UVA) oferece o curso de pós-graduação em "Psicopedagogia institucional e educação especial", que tem o objetivo de capacitar profissionais a analisar, diagnosticar e intervir para o sucesso dos processos de aprendizagem. As aulas da próxima turma terão início em setembro*, no campus Barra.

DIAGNÓSTICO E PREVENÇÃO
No formato de ensino à distância/semipresencial, a Unirio tem, em sua grade, a pós em "Educação especial", dividida em três áreas: deficiência mental, auditiva e visual. A professora Lucia Perez, uma das coordenadoras, explica  que essa é a primeira turma, desde que o curso foi criado em 2005, que funciona com a divisão.
- ficou patente que essas três áreas têm muitas especificidades e, nesse formato, poderíamos proporcionar uma formação mais aprofundada. De acordo com as avaliações que estamos fazendo, foi uma decisão - afirma Lucia.

A AVM Faculdades Integradas, em parceria com a Universidade Cândido Mendes, por sua vez, oferece a pós-graduação em Educação especial e inclusiva" nas duas modalidades: presencial e à distância. Segundo o diretor da AVM, o professor Fernando Aduini, o programa visa aprofundar conhecimentos nos nos níveis de diagnóstico, prevenção, currículo e tecnologias assistivas, e aborda metodologias de ensino e aspectos político-culturais de inclusão, entre outros temas.

ANOTE:
Onde se especializar
______________

UFF. As inscrições estão abertas, até terça-feira, dia 24, para o mestrado profissional em "Diversidade e inclusão" da UFF, com quatro linhas de pesquisa. É preciso ter experiência na área. Mais informação e o edital podem ser encontrados no http://www.cmpdi.uff.br/.
UFSCAR. A paulista Universidade de São Paulo oferece mestrado doutorado acadêmico em educação especial, com cinco linhas de pesquisa. Ainda não foi publicado o edital para a próxima turma. as informações estão no http://ppgees.ufscar.br/secretaria.
UNIRIO. O programa de pós em "Educação especial" é oferecido na modalidade semi-presencial e dividido em três áreas: deficiência mental, auditiva e visual. São 405 horas/aula. Informações no http://www4.unirio.brcead/distancia_eduespecial.html#coord. Ainda não foi publicado o edital para a próxima turma, com início em 2015. (depois da palavra "distancia" no site, tem  underline).
AVM/UCAM. A pós-graduação em "Educação especial e inclusiva" é oferecida nas modalidades de ensino à distância e presencial, com 360h/aula. Na primeira opção, o interessado pode se inscrever a qualquer momento. Preço 13 x R$ 179. No segundo caso, as novas turmas terão início em agosto, nas unidades Campo Grande e Centro. Preço 13 x R$ 240. Informações no site www.avm.edu.br
UVA. Na Veiga de Almeida, a pós em Psicopedagogia institucional e educação especial", com 360 h/aula, terá uma próxima turma em setembro, no campos Barra. O custo é de 18 parcelas de 369,90. Informações: http://uva.br/cursos/pos-graduacao/psicopedagogia-institucional-e-educacao-especial.

Comentários