VOCÊ VIVE UMA RELAÇÃO ABUSIVA? DEZ SINAIS IMPORTANTES

Pessoas abusivas quase sempre são fruto de relações abusivas no passado. O abuso pode ser emocional, verbal, até o físico e sexual. Na maioria das vezes, uma pessoa abusiva emocionalmente é também abusiva verbalmente ou pode ocorrer numa mesma pessoa a soma de todos os abusos. É possível observar no início da relação sinais de uma pessoa abusiva, se você prestar atenção. Converse, pergunte e investigue sobre o seu passado. Importante ressaltar que tanto o abusador como a pessoa abusada apresentam frequentemente problemas de baixa auto estima.

Jogos de controle, violência, abstinência sexual e frieza emocional são características de relações abusivas. Não é fácil identificar uma pessoa abusiva. Costuma ser hábil nas palavras e pode fazer com que você sinta que não é boa/bom e que tudo é por sua culpa. Os danos provocados por este tipo de relação deixam marcas difíceis de serem removidas tanto no abuso emocional como no físico. O abuso emocional provoca baixa auto estima e depressão. A pessoa abusiva pode pedir desculpas e dizer que vai mudar, portanto você não precisa deixá-la. Contudo, quanto mais você a aceita de volta, mais poder terá sobre você. Promessas não cumpridas tornam-se constantes. Observe suas ações e não apenas suas palavras. Relacionamentos abusivos sempre começam sem abuso.
Apresentamos dez sinas a respeito de uma pessoa abusiva. Se seu relacionamento apresenta um ou mais desses sinais, pense se vale a pena ficar nesta situação, procure ajuda.
1. Ciúmes e possessividade - Tem ciúme da família, dos amigos, do cachorro. Procura isolar você. Uma pessoa abusiva vê as pessoas que gosta como propriedades em vez de indivíduos únicos. Sempre e têm razão, desconfia de traição, que o parceiro (a) está flertando com os outros. Pergunta onde você estava e com quem estava de modo agressivo.
2. Controle -  A pessoa abusiva exige sempre atenção exclusiva. A pessoa controla as finanças e todas as atividades que praticam juntos. Fica com raiva quando o parceiro/parceira começa a dar sinais de independência, força.
3. Superioridade -  A pessoa está sempre certa, quer sempre estar no comando, ganhar sempre. Irá exibir uma relação de superioridade, e te xingará a fim de se sentir melhor. O alvo dele é enfraquecer a outra pessoa para reafirmar o seu poder. Abusadores são frequentemente inseguros e seu poder faz com que se sintam melhor a respeito de si mesmos.
4. Manipulação - A pessoa abusiva lhe diz que você é louco (a), estúpida (o) para que sempre a culpa caia sobre você. A ideia sempre é fazer com que a pessoa se sinta culpada do que ele/ela fez. Diz que nada pode fazer por ser como é de modo que a pessoa abusada se sinta na obrigação de ajudá-lo gerando no outro piedade. Mas, aos outros diz que você é instável.
5. Mudanças de humor - O seu humor passa de agressivo/abusivo para humilde e amoroso depois que o abuso aconteceu.
6. Suas ações não correspondem a suas palavras – Quase sempre há quebra de promessas, diz que ama e depois abusa.
7. Pune você -  Uma pessoa abusiva emocionalmente pode privar você de intimidade emocional, sexo, faz silêncio quando não consegue as coisas do seu jeito.
8. Não quer procurar ajuda - A pessoa não acha que está sempre certa, então pra que procurar ajuda?  Não reconhece suas faltas, ou culpa circunstâncias exteriores.
9. Desrespeita as mulheres - O homem abusivo demonstra falta de respeito pelas mulheres, pois as considera sem valor, estúpidas.
10.  O homem agressor quase sempre tem uma história de abuso a mulheres ou a animais, ou ele mesmo foi abusado - abusadores físicos repetem seu padrão  e procuram pessoas que sejam submissas. O comportamento agressivo pode ser uma disfunção geracional e pessoas que sofreram abuso têm grande chance de se tornarem abusadores. Homens que abusam de animais são mais capazes de abusar de mulheres também.
Continuar num relacionamento abusivo na esperança de que a pessoa mudará, é bom pensar novamente. O processo de transformação deste tipo de pessoa requer terapia de longa duração. Aconselhamento de grupo pode ser particularmente positivo para que possa reconhecer o seu padrão de abuso. Drogas e álcool têm o poder de potencializar o abuso em um relacionamento. Grupos de ajuda mútua como Alcoólicos Anônimos, Narcóticos Anônimos são programas excelentes para um adicto. A esposa de um abusador deverá enfrentar um grupo de co-dependência.
Se o homem abusador não estiver disposto a procurar ajuda... Tocar neste tópico envolve questões muito complexas que não é apenas dizer que a pessoa deve sair da relação. Sair, se mobilizar, buscar ajuda na família, amigos, pois sabemos que há casos de dependência financeira. Conseguido sair, o abusador pode chorar, implorar seu perdão, mas não volte até que complete a terapia de longo prazo bem sucedida. O fato do abusador perceber ter perdido o controle pode aumentar a pressão sobre você. Que a pessoa abusada se fortaleça se reconciliando com o melhor que há em si. É um processo difícil, mas não impossível.

Comentários