MASCULINO, FEMININO E PLURAL





O patriarcado com mais ou menos 5000 anos, teve como um de seus pilares assegurar a propriedade pela necessidade da certeza de seus descendentes para manter e ampliar a riqueza num espaço restrito. Casamento, virgindade, sexo, amor romântico, pecado, prazer, religião, o cinema, as novelas, as revistas, a música, os contos de fadas... Falar da complexa construção do patriarcado é retratar à primeira vista, o triunfo do masculino como voz a ser ouvida e protagonista heroico de todas as histórias, construtor do mundo, o provedor, a palavra final, o guardião da racionalidade, o que tem que ser viril, bem sucedido. 

Porém, estudos mostram que manter o ideal masculino provoca angústia, dificuldades afetivas. ​O masculino e o feminino entre ressentimentos e revanches, entre avanços e recuos, ainda passa por ajustamentos neste mundo e é preciso estar atento para que a justiça aconteça de modo que cada um seja quem quer ser sem a necessidade de domínio, da imposição de modelos, rigores... Será que não pode ser bom pra mim e pra você também? Que muitas discussões sobre o masculino e feminino venham, como tem sido agora. 

Infelizmente é preciso ainda o caos para desacelerarmos de reagir a tudo, sair de certos automatismos e começarmos a pensar sobre como melhor agir...

Regina Bomfim 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SOBRE A AMBIÇÃO DO AVANÇAR DO TEMPO E SUAS RESPOSTAS: UM TOQUE DE ARTE

CRIADOR E CRIATURA

DOE VIDA: DETALHES A QUEM SE INTERESSAR